VEM PRO GOOGLE

VAMOS LÁ! CLIQUE PARA SEGUIR!

VOCÊ ENCONTROU O QUE QUERIA? PESQUISE. Nas guias está a matéria que interessa a você.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.

TENTE OUTRA VEZ. É só digitar a palavra-chave.
GUIAS (OU ABAS): 'este blog', 'blogs interessantes', 'só direito', 'anotações', 'anotando e pesquisando', 'mais blogs'.

segunda-feira, 17 de agosto de 2015

JUSTIÇA CIDADÃ ENSINA A POPULAÇÃO A SE ENVOLVER COM PROJETOS DE LEI

É preciso ser agente, fazer as coisas acontecerem. 
Parabéns pela iniciativa. 

Como a população pode se envolver na criação das leis municipais, estaduais e nacionais? Foi o que explicou a técnica legislativa da Câmara Municipal do Rio de Janeiro, Maria Cristina Fürst, nesta segunda-feira, dia 17, durante palestra de reciclagem abordando o tema “Projeto de Lei na Câmara dos Vereadores”, promovida pelo Programa Justiça Cidadã, coordenado pela desembargadora Cristina Tereza Gaulia. A  encarregada por redigir e corrigir projetos de lei, explicou ao público presente como as leis são criadas e quais as questões abordadas durante o processo de criação.
Maria Cristina, explicou que a constituição permite que os cidadãos elaborem leis de três formas. Pelo plebiscito, quando a população é consultada acerca de um assunto importante, para decidir se (clique em "mais informações" para ler mais)
deseja ou não uma lei sobre determinada questão; pelo referendo, quando o projeto de lei já está pronto e a população aprova ou não a lei; e pela iniciativa popular, quando a população não consegue obter uma lei pela forma convencional (por iniciativa dos representantes políticos), e se organiza para busca-la por conta própria.
A técnica legislativa lembrou que no Brasil, temos apenas quatro exemplos de conquistas por esses meios. Sobre iniciativa popular, ela citou o primeiro registro, que foi o caso da escritora Glória Perez, que formulou um projeto de lei de crimes hediondos à partir do assassinado de sua filha, Daniela Perez. e o projeto de lei da Ficha limpa. Através do plebiscito, ela lembrou da época em que tivemos que escolher se queríamos um governo presidencialista ou parlamentarista. E, pela forma de referendo, a palestrante citou a questão das armas de fogo, quando votamos para que elas não fossem comercializadas no Brasil.
Em uma aula sobre o envolvimento da população nas questões da Câmara Municipal, Maria Cristina fez um apelo para que os cidadãos se preocupem em conhecer mais seus candidatos, que se interessem em visitar a Câmara e conhecer a rotina dos seus representantes.
A desembargadora Cristina Tereza Gaulia, mediadora do debate, ressaltou o discurso da palestrante, dizendo que é preciso ter coerência no voto e comentou que há vários modos de conhecer e se aproximar dos vereadores que representam nosso município, como por exemplo, através dos blogs dos parlamentares que são atualizados frequentemente. “Precisamos encher os blogs com boas ideias. Alguma hora elas serão vistas e consideradas”, sugere a coordenadora do programa.
O Programa Justiça Cidadã é um projeto voltado para agentes multiplicadores (lideranças comunitárias, gestores sociais, membros de associações e participantes da sociedade civil organizada), que desenvolvam trabalhos comunitários voltados à melhoria da qualidade de vida das comunidades periféricas. Com intuito de capacitar esses agentes com informações básicas sobre direito, justiça, cidadania e conhecimento do emprego de métodos alternativos para solução de conflitos, que não demandem intervenção judicial.
Fonte: TJRJ
Seja leal. Respeite os direitos autorais. 
Faça uma visita aos blogs. Terei prazer em recebê-lo. Seja um seguidor. Para acompanhar as publicações, clique na caixa “notifique-me”:
Esteja à vontade para perguntar, comentar ou criticar.
Thanks for the comment. Feel free to comment, ask questions or criticize. A great day and a great week!

Maria da Glória Perez Delgado Sanches
Postar um comentário

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO

ITANHAÉM, MEU PARAÍSO
Praia, sol, mar... rios, aves, plantas, flores, frutos... a natureza em todas as potencialidades. O belo, próximo. A segunda cidade mais antiga do Brasil, a Amazônia Paulista, minha paixão.

Quem sou eu

Minha foto

Da capital, já morei entre verde e bichos, na lida com animais e plantas: anos de injeção, espinho de ouriço, berne, parto de égua e curva de nível, viveiros, mudas, onde encontrei tempo para lecionar inglês, alfabetizar adultos e ler livros, na solidão do mato. 

Paixões se sucederam e convivem até hoje: Contabilidade, Economia, Arquitetura (IMES, MACK), a chácara e, afinal, o Direito (FDSBC, cursos e pós graduações). No Judiciário desde 2005, planto, replanto, reciclo, quebro paredes, reconstruo, estudo, escrevo e poetizo, ao som de passarinhos, que cantam nossa liberdade.

Não sou da cidade, tampouco do campo. Aprendiz, tento captar o que a vida oferece, para que o amanhã seja melhor. Um mundo melhor, sempre.

Agora em uma cidade mágica, em uma casa mágica, na qual as coisas se transformam e ganham vida; mais e mais vida. Minha cidade-praia-paraíso, Itanhaém.

Nesta casa de espaços amplos e um belo quintal, que jamais é a mesma do dia anterior, do minuto anterior (pois a natureza cuida do renovar a cada instante o viço, as cores, flores, aromas e sabores) retomei o gosto pelo verde, por releituras de espaços e coisas. Nela planto o que seja bom de comer ou de ver (ou deixo plantado o que Deus me trouxe), colho, podo, cozinho os frutos da terra, preparo conservas e invento pratos de combinações inusitadas, planejo, crio, invento, pinto e bordo... sonho. As ideias brotam como os rebentos e a vida mostra-se viva, pulsante.

Aqui, em paz, retomo o fazer miniaturas, componho terrários que encantam, mensagens de carinho representadas em pequenas e delicadas obras. 

Muito prazer! Fique à vontade, passeie um pouco: questões de Direito, português, crônicas ("causos"), jardinagem e artesanato. Uma receita, uma experiência nova, um redescobrir. 

Pergunte, comente, critique, ok? A casa é sua e seu comentário será sempre bem-vindo.

Maria da Gloria Perez Delgado Sanches

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

MARQUINHOS, NOSSAS ROSAS ESTÃO AQUI: FICARAM LINDAS!

Arquivo do blog

VIVER

“Viver é a coisa mais rara do mundo. A maioria das pessoas apenas existe.” (Oscar Wilde)

SONHOS

“Todos os homens sonham, mas não da mesma maneira. Existem aqueles que têm seus sonhos à noite, nos recônditos de suas mentes, e ao despertar, pela manhã, descobrem que tudo aquilo era bobagem. Perigosos são os homens que sonham de dia, porque são capazes de viver seus sonhos de olhos abertos, dispostos a torná-los realidade.” (T. E. Lawrence)